O produtor rural que se preocupa com o meio ambiente e possíveis impactos negativos, possui a linha de crédito Pronaf Eco que, junto ao BB, promove o investimento na implantação, utilização, recuperação ou adoção de tecnologias ambientais e de silvicultura.

E quem mais sai ganhando é o agricultor. As práticas sustentáveis permitem o uso de tecnologias como energia renovável, obras de irrigação e de armazenamento hídrico, florestamento e reflorestamento, proteção e recuperação do solo, entre outras atividades relacionadas ao cultivo de árvores.

Quem pode aderir a esta linha de crédito?

Produtores familiares que apresentem Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), exceto os enquadrados nos grupos A, A/C e B*.

Quanto posso financiar?

Os produtores que aderirem ao programa possuem o limite máximo de financiamento de R$ 165 mil.

  • 2,5% a.a. para projetos eco.
  • 5,5% a.a. para silvicultura.

Prazo

Até 12 anos, com até 8 anos de carência, dependendo do empreendimento financiado.

* Grupos A, A/C e B:

Grupo A: assentados pelo Programa Nacional de Reforma Agraria (PNRA) ou beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF).

Grupo A/C: assentados pelo PNRA ou beneficiários do PNCF que tenham contratado a primeira operação no Grupo A e que não tenham contratado financiamento de custeio, exceto no próprio Grupo A/C.

Grupo B: beneficiários cuja renda bruta familiar anual não seja superior a R$ 20.000,00 (vinte mil reais) e que não contratem trabalho assalariado permanente.

Fonte: http://www.bb.com.br/pbb/pagina-inicial/agronegocios/agronegocio—produtos-e-servicos/credito/investir-em-sua-atividade/pronaf-eco#/